27 de set de 2010

Elli

Eu ouvi desde crianca que tudo o que eu queria tinha que ser feito e feito logo. Eu nao vou dizer que a minha mae estava 100% certa, mas também errada ela nao tava.

O que eu antigamente escutava dela, escuto hoje do Stefan, hahahaha.

Há semanas eu procurava cachorros na internet. Cachorros que foram abandonados, cachorros doentinhos, cachorros que precisavam só de alguém que fossem lá no orfanato pra passear 1 vez ao dia, cachorros do orfanato que estavam doentinhos e precisavam ficar por algumas semanas na casa de alguém.

Aí eu fui pro Brasil e voltei com a idéia ainda mais na cabeca: eu QUERO um cachorro!

E por mais que o Stefan quisesse também, aqui na Alemanha tudo tem que ser muito bem calculado, pensado, todas as situacoes futuramente possíveis cogitadas. O que às vezes eu acho bom e às vezes muito ruim. Nesse caso, acho bom porque a compra de um cachorro tem que realmente ser muito bem pensada, afinal, o seu melhor amigo ficará anos e anos com voce. Mas por outro lado, achava chato porque eu sei que quando a situacao chega voce é obrigado a se adaptar nela. O pensamento sempre era "quem vai passear com o cachorro às 7 da manha (se nao antes!) quando estiver nevando e -15º lá fora?". Mas na minha opiniao nao existe porque se preocupar quanto a isso, porque se eu compro um cachorro pra mim já tá mais que óbvio que independente de como estiver o tempo lá fora e a minha vontade, eu vou ter que levar o cachorro pra passear.

Cachorro aqui na Alemanha é caro. Paga-se imposto por ter cachorro, tem que fazer um seguro pro cachorro, porque aqui existe seguro pra tudo!! Se eu for visitar amigos e meu cachorro comer o tapete deles de 1 mil euros, eu posso acionar o seguro pra pagar. Mas eu acho isso sinceramente mais do que desnecessário. A nao ser que voce tenha um mega pestinha dentro de casa e que possa morder pessoas na rua e essas tenham que ser indenizadas.

Mas chegando ao ponto....

Depois de muita pesquisa, descobri que a raca mais adequada pra gente seria o Shih Tzu. Nao late muito, pode ficar sozinho numa boa e é pequeno. Daí comecei semana passada a pesquisa pra ver onde poderia comprar aqui na Alemanha e eis que ontem passamos 11 horas andando de trem pela Alemanha pra buscar a cachorrinha.

Ela é fofíssima, tem 14 semanas e se chama Elli. Olhem ela aí....



22 de set de 2010

Voltei!

Nossa quanto tempo, hein?!

Em primeiro lugar eu queria agradecer pelos comentários de melhoras da minha vozinha no post passado. Obrigada mesmo!

Bom... naquele dia do post eu acabei conseguindo comprar minha passagem pro Brasil só às 18:30h e às 20h eu já estava no aeroporto pra fazer o Check-in. Tudo foi bem corrido.

A minha chegada no Brasil foi tranquila e apesar de eu ter passar só 9 dias em casa, foi maravilhoso rever minha família e amigos, apesar das circunstancias. Antes de embarcar eu tava com muito receio de chegar em casa e encarar a realidade: clima pesado, todo mundo triste, ver minha vó no hospital cheia de aparelhos. Mas se tem uma coisa que eu aconselharia a qualquer pessoa que mora longe das pessoas que ama é agarrar qualquer oportunidade que seja e estar do lado deles nas horas difíceis.

Eu fui lá, ajudei no que pude e voltei pra "casa" com a sensacao de missao cumprida. No sábado passado minha vó voltou pra casa e se Deus quiser vai sair dessa. Mas uma coisa que eu percebi nesses 9 dias é que às vezes nós, seres humanos, somos muito egoístas e queremos ver a pessoa que a gente ama sempre do nosso lado independente do sofrimento que essa pessoa esteja vivendo. E isso é triste!!

Eu voltei na verdade no dia 3 de setembro de volta pra Frankfurt, mas como meu trabalho comecou de novo no dia 4 e eu desde entao to trabalhando umas 9 horas por dia, inclusive sábados, nao tive como atualizar o blog antes!

Agora eu vou mostrar pra voces o vídeo da minha chegada em casa:



Nao é fofo o nosso reencontro?! Só sei que já fazem 2 semanas que eu to sem parar procurando cachorrinhos da internet... Eu comecei procurando cachorrinhos pra adotar, mas o grande problema é que no "orfanato" de animais daqui de Frankfurt só tem cachorros grandes e por mais que eu seja louca pra ter um animalzinho grande, nao tem como aqui no apartamento.

Entao tava pensando em comprar um Shih Tzu, que é calmo, pequeno, nao late muito.... O ponto crítico da situacao é que eu estudo e trabalho, o Stefan trabalha e o cachorrinho teria que alguns dias na semana ficar umas 7h sozinho =(

Aí entra a questao se vale a pena ter um bichinho que fique umas 2-3 vezes na semana trancado dentro de casa por horas. Aí o Stefan acha que no inverno também vai ser um martírio sair 3x ao dia pra passear com ele. Nao sei o que faco!!!!

Quem de voces tem um cachorrinho? Ele fica sozinha em casa?

Um beijo!